E as burlas continuam…

Bem, pra quem não entende bem o signifcado de burla, vou definir no melhor carioquês: tramóia.

Carioca é macaco velho de guerra, não mete a mão na cumbuca. Já sabe que tem que dar uma olhadinha no caixa eletrônico antes de colocar o cartão pra ver se não tem “chupa-cabra”; sabe que se recebe um SMS dizendo que se mandar não sei quanto de carregamento pra determinado número, não vai receber o dobro; não clica em qualquer link que venha num email dizendo que tem dívidas (mas que em momento algum menciona o seu nome ou o tipo de serviço a que se refere); etc.

Aqui a tecnologia do “chupa-cabra” acabou de chegar e está inovando o mercado de furto de informações. Teve até uma reportagem na SIC com dicas para identificar o caixa Multibanco que teve o dispositivo colocado.

Existe uma que é antológica (mas que eu só tomei conhecimento hoje): uma carta blablablá dizendo que vc teria que ir para tal lugar para receber não sei quantos mil… é uma carta longa, cansativa, e que só de tanta explicação, eu já desconfio hehehe
Mas será que tem gente que cai nisso??

O esquema da pirâmide todo mundo já conhece, acredito. Aqui ninguém nunca tentou me passar, mas no Rio… tinha muita gente me enchendo o saco pra isso…

Certo dia num Discovery qualquer coisa (aqui tem uns 6, não lembro em qual passou) vi uma reportagem de pessoas no Senegal que fazem burla com pessoas da França. O pior é que tem muita gente que cai, e sinceramente, se a pessoa não tiver nenhum problema psicológico ou psiquiátrico que a impeça de raciocionar ou tomar decisões, merece a burla.

Então funcionava assim: o burlador se passava por um cara rico, à procura do grande amor. E se correspondia por MSN com mulheres na frança. Cada uma delas achava que ele estava apaixonado por elas, e o papo durava meses. Ele enviava fotos dos carros de luxo, das casas, fotos em festas da alta sociedade. E um dia, ele caía doente e pedia pra mulher enganada enviar dinheiro pra ele pagar as despesas do hospital (sim, porque ele era francês, estava na áfrica a negócios, e ficou doente e não tem como movimentar os fundos para pagar a internação). E não é que a mulher pagava? Na reportagem tinha burladores que viviam disso, e viviam bem. Ganhavam uns 40mil euros por mês… às custas de pessoas que não pensam.

Na mesma reportagem um francês que foi burlado, acreditando que tinha uma menina que estava na áfrica, e que queria voltar para a frança, precisava de ajuda. O cara já tinha dado pra ela mais de 500mil euros ao longo do ano, e ela ainda estava na áfrica. Minha vontade era falar para esse senhor: “meu querido, ela não está mais na áfrica. A esta altura ela já está em bora-bora rindo da sua cara!!”.

O problema é que esse senhor estava em depressão. Tinha perdido um ente querido, e queria ajudar essa menina porque acreditava que aquilo ia suprir o vazio do coração dele. Pode ter suprido o vazio do coração, mas deixou um rombo na conta bancária… Ele não era rico, mas se endividou para ajudar um fantasma.

Não sei se existem muitas pessoas assim hoje em dia. Cada vez mais as pessoas estão egoístas, são incapazes de fazer algo por alguém próximo, como por exemplo, doar um kg de alimento para uma entidade que combata a fome.

Não quero que as pessoas caiam nessas burlas de fortunas, mas que tirem 1€ do bolso para comprar 1kg (ou 2kg!) de alimento não perecível e doar na próxima campanha contra a fome. Sei que o país está em crise, e é nesta altura que os burladores aparecem, e que os mais necessitados aumentam.

O que são 1€? Pra mim pode ser uma lata de refrigerante, um sorvete, um prendedor de cabelo. Pra essas pessoas é o alimento da semana inteira.
Eu já fiz a minha parte. E você?

Não às burlas! Sim às ajudas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s