Cheguei às 38… Falta muito???

Completei as 38 semanas de gestação. Nem acredito que cheguei aqui, e tenho dúvidas se foi rápido ou se demorou. Tudo depende do ponto de vista. Desde que eu descobri que estava grávida até que demorou alguma coisa, mas desde que eu me senti grávida (que foi lá pelo 4º mês), foi um pulo.

O que mudou?

Meu cabelo. Parou de cair (antes caia aos tufos, até achei que estava com alopecia de novo e ficava procurando alguma falha no couro cabeludo, mas tava tudo normal), e está mais grosso. Cresceu bem, mas estava tão sem jeito… Queria fugir à regra de que toda recém mãe corta o cabelo curto, porque é mais simples e tal… Mas acho que fico tão melhor com cabelo curto e é tão mais jeitoso e leve… Queria cortar desde antes de engravidar, e então passei a tesoura.

As unhas. Não estão mais quebradiças, mas como eu sou extremamente estabanada toda hora meto a unha em algum canto e tenho que tirar o resto com cortador de unha, pq aquela manha de dar uma puxadinha com os dentes não dá certo pq ela tá muito mais firme mesmo. Da última vez que eu tive as unhas assim foi quando passava hipoglós pra fortaceler.

Pele dos braços e pernas. Estão ressecadas como nunca imaginei ser possível. Bebo tanta água, que é quase impossível eu estar desidratada. E o tempo aqui já não está tão frio, mas nestes últimos meses eu tenho reparado que as minhas mãos, braços e pernas dariam uma excelente bolsa de couro… parece pele de cobra, com aquelas escamas asquerosas… Tenho passado um pouco de creme ou óleo de vez em quando, mas confesso que não tenho dado muito atenção pra estas partes do corpo… Pele desidratada é fácil de recuperar, depois que bebê nascer e minha barriga voltar ao normal, eu foco nisso.

Pele que estica na gravidez. A parte frontal e lateral do meu tronco está totalmente livre de qualquer alteração definitiva, ou seja, estrias. Não sei se tem a ver com a genética, pq não tenho tendência a ter estrias (onde as tenho é onde eu estiquei demais – vamos ser honestos, não vou fazer de conta que não engordei e emagreci ao longo desses anos e que sou a mulher-photoshop), mas tenho rigorosamente por duas vezes ao dia passado creme ou óleo na pele, e bebido muuuita água. Os médicos aqui recomendam beber 2 litros de água por dia. Eu bebo facilmente o dobro.

Durante os três primeiros meses eu passei um óleo mineral da Johnson e Johnson (€5,49) e depois um creme de cacau da Palmer’s, específico para gravidez (€11,99).

Não me limitei só à barriga. Passo na barriga, peito, gordurinha lateral e no bumbum. É tudo o que estica numa gestação. E o resultado, até agora: estrias novas? Zero.
Vou continuar com o creme da Palmer’s até tudo voltar ao normal, porque seguro, morreu de velho, e é mais barato investir num creme caro do que em tratamento pra remoção de estrias no futuro.

Pele do rosto. No começo estava linda, no 2º trimestre me deu umas espinhas leves, e agora na reta final as minhas rosáceas pioraram. Tô com as bochechas iguais a de um leprechaun…

Cansaço. Eu estava bem até a 35ª semana, mas com recomendações médicas pra não fazer esforço, nem pegar peso, nem andar muito mais que o necessário, ou ficar muito tempo de pé. De repente me bateu um cansaço sem tamanho, e que se me deixar eu durmo umas 14h por dia e com sono de sobra. Qualquer coisa simples que eu faça, como passar o aspirador de pó na casa, já me deixa esbaforida como quem competiu os 100m rasos com o Bolt.

Pressão arterial. Eu estou sendo acompanhada na Maternidade Alfredo da Costa (MAC) pela consulta de alto risco (CAR), porque no rastreio bioquímico minha pressão estava em 14×9. Nunca mais esteve nesse patamar, até o dia 10/05. Acordei me sentindo meio aflita, cansada, e pedi pro marido medir a minha pressão. Estava em 14×10, e fomos para as urgências da MAC, que depois de alguns exames não viu razão pra pressão alta e confirmou que estava tudo bem com o bebê, então voltei pra casa, com consulta pro dia seguinte. Como a pressão continuou alta, fui medicada. Remedinho 2x ao dia.

Continuou alta, tive consulta na 4a. feira, a médica mandou anotar a pressão e voltar se fosse superior a 14×9.
Dia seguinte, de manhã cedo, media 14×11. Fomos de volta pra MAC. Nada sugeria a razão da pressão bebê tá bem, e aumentaram a dose do remedinho: 3x ao dia.

Tenho consulta amanhã no CAR, na esperança de forçarem o parto, porque eu acho que a minha pressão tá alta somente e exclusivamente por causa do tamanho do bebê que tá pressionando meu diafragma e eu tenho ficado com dificuldades de respirar à noite. Acho que tenho ficado com um pouco de apnéia do sono, e por isso meu corpo ta ficando cansado e tenho acordado com a pressão tão elevada. Vou comentar sobre isso com a médica amanhã, quem sabe eles dizem qualquer coisa.

Apetite. For destruction, eu diria. O que eu não tive de fome por 8 meses, me veio à tona agora. E uma vontade insana de comer muito sorvete. E muita sede. Fiquei com peso inalterado das semanas 22 até 30. Da 31ª até agora já foram +4kg fácil fácil.

Easy Pee. É uma forma delicada de dizer que tenho feito xixi o tempo todo (de madrugada levanto pelo menos umas 3 vezes) e se por acaso tenho a bexiga um pouquinho apertada e vem aquela vontade de espirrar… ou eu seguro o espirro ou então espirro com toda a vontade e me escapa uma gota de xixi. A médica disse que isso é normal, pq é o bebê pressionando a minha bexiga, não é incontinência.

Barriga baixa. Sim, já noto que a minha pança gestacional está mais baixa que na semana passada. É um dos sinais de que a criança tá chegando perto do dia de sair daqui de dentro, mas os outros sinais… nem sinal…
Nada de perda de liquido, nada de contrações com dores, nada de perda do tampão/rolhão mucoso.

Dores nas costas. Continuam, mas mais suaves, se eu não ficar tanto tempo de pé ou sentada de mal jeito.

Inchaço nos membros inferiores e superiores. Nas pernas não vejo nenhuma mudança. Mas nas mãos, já notei que minha aliança ficou ligeiramente apertada, então eu já retirei e guardei-a com todo o carinho, pra evitar que numa emergência de ir ao hospital de madrugada, não tenha que sofrer arrancando a aliança da minha mão (recomendam não levar nada de valor para o hospital – não interessa o valor monetário da minha aliança, ela é insubstituível – e sei que metais não são amigos de bisturis).

Só sei que gostei muito dessa experiência, e sentir o bebê mexendo é muito legal, mas tenho sentido umas coisas esquisitas nos últimos dias e é mais desconfortável que doloroso. Só quero que o dia do parto chegue logo e eu possa ver o rostinho do meu baby e deixar de tê-lo só pra mim. Algumas mulheres temem o oposto, não gostam da ideia de dividir a criança com outras pessoas e por isso ficam deprimidas após o parto, mas eu tenho tanta vontade de partilhar essa sensação e alegria com meu marido, que só penso em chegar em casa com o bebê nos braços.

Será que vai ser essa semana? Ou será que ele vai ser insistente e chegar até as 40?

Anúncios

2 comentários sobre “Cheguei às 38… Falta muito???

    1. Olá, Carla.
      Vc vive onde? Aqui em Portugal eu compro no mercado mesmo. Sempre encontro no Continente. Se você está no Brasil, procure nos sites tipo Bondfaro, Buscape, etc. A Palmers nao fabrica no Brasil, será importado, mas certamente tem algum importador que revenda.
      bjsss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s