Ter um blog não é assim tão fácil

Não sei se vocês sabem, mas todo começo de ano, nós blogueiros, recebemos aqui no wordpress um resumo do nosso blog, especificamente sobre as estatísticas do bloco: posts, assuntos interessantes, visitantes (e inclusive o país de origem dos visitantes), motores de pesquisa, etc.

Neste ano de 2013 tive 39 mil visitantes (o que me surpreende) e alguns deles deixam comentários nos posts que acham interessantes, ou simplesmente tiram dúvidas sobre aquilo que escrevo.
Tá certo que eu sou apenas uma curiosa e que partilho um bocado dos meus pensamentos e parte da minha experiência de vida. Mas fico feliz em poder ajudar algumas pessoas (por exemplo, o post sobre papilomatose canina ou o da cara rosada).

De qualquer forma, peço desculpas se demorei a responder os comentários que aqui deixaram e os emails que já recebi, apesar de ter começado a escrever uma super resposta e não terminei. Vida de mãe e com novo desafio no trabalho não me deixaram com tempo vago para me dedicar ao blog e aos leitores dele.

Tento às vezes responder pelo celular, mas é irritante. Já pensei em comprar um tablet, mas o problema seria igual: sou mulher de teclado de verdade, essa coisa de tecladinho touch é uma chatice e meus dedos são rápidos demais para qualquer processador barato.

Mas eu queria apenas desabafar sobre isso: se não fossem os desconhecidos que usam motores de busca, e duas ou três pessoas que eu “conheço” através deste blog (e de outros blogs que acompanho) minhas visitas seriam zero.

Minha família não faz ideia de que tenho um blog. Ok, na verdade eles sabem, mas sempre que comento algo do tipo “ah, escrevi sobre isso no meu blog”, as mesmas pessoas pedem o endereço do blog como se fosse a primeira vez que soubessem que tenho um. Minha mãe inclusive. Que super apoio ela dá pra filha… “Filha, me manda um e-mail com o endereço do teu blog!”. Da última vez eu disse que não. Falei que ela tinha mais que a obrigação de ler.
Meu irmão (sim, eu tenho um!) nunca sequer pediu o endereço do meu blog. Meus melhores amigos, que eu amo muito, também não vêm aqui. Tem uma amiga que vem de vez em quando, mas ela tem mania de visitar blogs, e o meu faz parte da lista. Agora ela também é mãe e eu compreendo completamente se ela estiver uns 9 meses sem entrar aqui 🙂

Eu me sinto meio rejeitada por isso, como se aquilo que eu me dedicasse não fosse importante ou interessante. De repente nem é, pelo menos para eles.

Meu marido vem de vez em quando, porque ele sabe quando eu escrevo no blog (fico quietinha atrás do pc e dou respostas curtas quando me pergunta algo loool) e depois vem aqui espiar. E como sou crítica demais com aquilo que escrevo (na gramática e ortografia também) e gosto de ter alguém por perto me dizendo o que achou (e se achou algo mal escrito) ele me dá esse apoio. É o único que me dá apoio.

Portanto, esse post é dedicado a você, leitor desconhecido, que sabe muito mais de mim do que os que trabalham comigo diariamente, sabe mais sobre os meus pensamentos do que meus pais.

Obrigada por ler o desabafo de uma pessoa que escreve no meio da multidão, pensando em todo mundo e ao mesmo tempo pensando em ninguém.

Obrigada por me fazer sentir útil quando uma experiência por mim vivida o ajuda de alguma forma.

Obrigada por clicar, por seguir.

Vou parar de prometer que voltei de vez e que vou escrever com regularidade, porque na verdade isso é impossível de prever. Tenho várias ideias no meio da rua, no caminho pro trabalho, na hora do almoço, enquanto ponho meu filho pra dormir. Mas o que eu não tenho é tempo de sentar na frente do computador, com um teclado decente, e soltar o verbo no world wide web.

Prometo não esquecer deste blog e de vocês. E tentarei pelo menos responder aos comentários e emails mais rapidamente.

Um feliz 2014 para vocês e que seus sonhos e desejos se realizem.

Grande abraço,

Carol.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s