Morar em Portugal: vale a pena?

Depois de mais de um ano afastada dos posts, por motivos de desmotivação maior – já vos conto do meu novo paradeiro e porque decidi fazer essa mudança – e com mais de 200 e-mails, sem exagero, com eufemismo, pra responder (recebidos no canal “Fala que eu te escuto”), acho que esse post pode ajudar a esclarecer a maioria das dúvidas que me são enviadas:

  • Qual o melhor lugar pra morar?
  • Vale a pena?
  • Dá pra viver com XXX euros por mês?
  • Quanto custa pra moral em tal lugar?

Muitos leitores me perguntam que lugar eu recomendo. Mas é complicado pra mim partir do princípio que aquilo que é bom, no meu ponto de vista, seja bom pra outra pessoa também. Assim como existem coisas que eu não gosto ou que eu vejo como ponto negativo, mas seriam indiferentes para outras pessoas.

Por exemplo: praia. Eu detesto praia. Algumas pessoas me perguntam um lugar legal perto da praia. Eu acho “perto da praia” péssimo. Pra mim legal é longe dela, porque a maresia estraga a fachada da casa e qualquer coisa de metal que exista lá dentro. Não vou à praia, não pego sol. Prefiro morar perto de parques.

Dessa forma, a minha opinião sobre o que é “bom” pra mim, não serve de nada pra quem não pensa como eu.

Além disso, minha experiência de vida limita-se a Lisboa. Nunca morei em outra cidade portuguesa, tenho algumas cidades que gosto pra visitar, outras que até moraria, se não precisasse trabalhar (gente, essa vida de blog é altruísta, isso aqui é tudo pro bono e não faço um centavo com ele), mas como emprego ainda não está essas mil maravilhas em terras lusas, esse é o fator numero 1 que pondero quando penso em “melhor lugar pra se viver”.

Resolvi escrever esse post hoje porque na minha timeline do facebook apareceram três artigos que eu achei super interessantes.

O primeiro que vi foi esse aqui:

Capa veja Rio - Partiu Portugal
Capa Veja Rio – 5 de Abril de 2017

Ainda não li a matéria e adorei que incluíram as dificuldades de quem decidiu trocar uma vida no Rio por uma vida lusitana (não sei se gosto desse “aventura” aí…). Não sei se as dificuldades que foram elencadas no artigo são as mesmas que percebi enquanto vivi lá, mas há que se concordar: não é moleza mudar de país.

O segundo artigo que me chamou a atenção foi esse, da NIT – New In Town -,  que é uma página que fala sobre novidades gastronômicas, culturais, tecnológicas, informes sobre alterações e novidades no trânsito e transportes… e umas baboseiras também (do tipo, saiba como ter o corpo que sempre sonhou).

NIT 25 melhores cidades

As cidades, segundo o artigo deles, são essas e eu fiz um mapa pra ajudar a dar uma ideia de localização geográfica, as marcando conforme sua posição no ranking:

  1. LisboaMapa 25cities NIT
  2. Porto
  3. Cascais
  4. Sintra
  5. Braga
  6. Coimbra
  7. Leiria
  8. Almada
  9. Vila Nova de Gaia
  10. Viseu
  11. Oeiras
  12. Guimarães
  13. Matosinhos
  14. Setúbal
  15. Aveiro
  16. Torres Vedras
  17. Faro
  18. Odivelas
  19. Maia
  20. Vila Real
  21. Barcelos
  22. Funchal
  23. Évora
  24. Loures
  25. Portimão

 

Observem que a maioria está em torno de Lisboa, a segunda concentração é no Porto, e as que estão no extremo sul do país, certamente é o foco dos aposentados, porque estas cidades durante os meses de Outubro a Março são quase cidades-fantasmas.

Eis que vejo um terceiro artigo, também da NIT:

NIT arrendamento Lisboa

Isso mostra um pouco que uma vida em Lisboa não é tão molezinha assim. E que às vezes ganhar 650€ é muito difícil e existem pessoas com dois empregos pra conseguir pagar um aluguel de 500€ pra morar num lugar mais ou menos qualquer coisa.

Lisboa é a cidade mais cara de Portugal. É mais barato que viver no Rio de Janeiro, eu garanto! Mas, como dizem os portugueses, “não é pêra doce”.

Peço que reflitam sobre o que é mudar pra outro país, e que nenhum lugar do mundo é perfeito (talvez a Suécia rs). Tenham em mente o que os motiva a querer sair de onde estão. E pesquisem se os desafios que existirão num possível destino são suportáveis.

Não quero desmotivar ninguém a dar esse grande passo na vida, quero apenas que dê certo. E para dar certo, tem que se ter a certeza do que se está fazendo.

Anúncios

6 comentários sobre “Morar em Portugal: vale a pena?

  1. Ufa! Finalmente vc voltou!!!! Peço q não suma mais!!!
    Adoro seus posts!
    To super curiosa pra saber como estão as coisas em Manchester!
    Conta aí!
    Beijos pra vc!

  2. Olá cheguei fazem 2 meses de Portugal depois de passar 5 meses e como sempre digo cada história é uma história. ..
    Sou portuguesa, nasci lá mas moro no Brasil a 40 anos, fui com meus filhos meu marido ia depois, mas não consegui ficar ,não nos adaptamos mesmo tendo arranjado emprego lá
    Mas como disse cada história é uma história

  3. Carooool !!! Adorei o seu post !! Que bom que você voltou, você foi sem dúvida a pessoa que mais me ajudou nessa minha jornada que ainda estou fazendo em Portugal. Muito obrigado por toda a sua ajuda,falo de coração mesmo.

    Concordo com tudo que você falou ai, muita gente vem pra cá achando que está tudo muito bom e já perdi a conta de quantos eu já conheci que vieram pra cá e já estão voltando.

    Felizmente depois de um bom tempo eu e a Bia conseguimos bons empregos, estamos morando “perto” do centro agora. Vamos bater um papo qualquer dia por Skype, o que acha ?

    Da uma passada lá no meu blog depois: http://www.fernandoportugal.com

    Um beijo e um abraço pra você

  4. Olá!
    Estou querendo me mudar pra Portugal com a família, já ajeitando a documentação pra trabalho e moradia.
    O que me motiva é a tamanha violência que estamos sofrendo no RJ, sendo reféns do crime e bandidos. Escola cara, saúde cara e sem uma perspectiva de um futuro melhor pros nossos filhos.
    Me indicaram Sintra pra morar, mas vi uma postagem sua que este não era um bom lugar, mas agora vejo nesse ranking que ela está em 4° lugar… Não sei muito bem se esta reportagem é fidedigna.
    Quais os motivos pra Sintra não ser um lugar muito agradável para você?
    Obrigada

    1. Nena, eu não gosto muito de Sintra. É uma opinião minha, sabe? Tenho amigos que moram pra linha de Sintra e são muito felizes, mas eu não acho tão legal. Acho as moradias caídas, muita umidade, a locomoção é basicamente de comboio ou carro, os transportes públicos são escassos e as escolas em Sintra não são das melhores…
      Algumas reportagens são “pagas” pra puxar a brasa pra sardinha, sabe? Pra chamar a atenção pra sítios que estão em decadência por razão x ou y.
      Eu tb sou carioca, saí do Rio em 2008 por conta de violência, tivemos que voltar em 2016 por conta das dificuldades que apareceram na UE (Brexit, Troika, crise em Portugal) somadas com a família envelhecendo e adoecendo, e assim que chegamos no Rio decidimos que faríamos as pazes com a nossa cidade e em duas semanas chegamos a conclusão que não dá pra se viver ali.
      Hoje estamos em Curitiba. Não me arrependo e me sinto aqui um pouquinho na Europa. Ainda é Brasil, não é zero de violência, mas tá anos luz à frente de qualquer outra capital brasileira.
      Tem muita (muita muita mesmo) gente indo pra Portugal à espera de encontrar lá a solução pra todos os problemas, mas não é fácil. Lisboa tá bem cara. Pesquisa outras cidades como Braga. Um leitor daqui, que me acompanha desde o início, tá lá há três anos e felizão 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s