Papilomatose Canina – o retorno

Já aconteceu comigo. Na verdade, aconteceu com a nossa saudosa Luka. Já contei essa história em três partes: Parte I, Parte II e parte III.

E eu lembrava que não precisei fazer nada, nem medicação e que as verrugas sumiram sozinhas, como é previsto de acordo com o que me explicou a vet da Luka lá no passado.

Hoje, deitada agarradinha com a minha Lizzy (não a apresentei ainda, é a nossa bebê mais nova, faz 1 ano em março e está conosco desde julho do ano passado), fui observar os dentes (faço isso sempre) e descobri uma bolinha, que achei ser resto de alguma porcaria que ela andou mastigando e.. era a tal verruga. Fui procurar mais e encontrei mais.

Ainda está no início.

O surreal é que eu nunca tinha sequer ouvido falar isso antes da Luka e agora está acontecendo de novo!

Na verdade tem mais coisas acontecendo de novo, inclusive as dermatites que escamam a pele da minha cachorra.

Vamos lhe submeter a um teste alérgico, pq não quero lhe entupir de antibióticos sem saber de fato o que é.

Mas verdade seja dita: apesar da papilomatose ser inofensiva (se não houver complicações na evolução e remissão das pápulas), me assusta estar passando por isso de novo.

E não, a Lizzy não é uma golden. Podia ser característica da raça, mas é – acredito eu – apenas coincidência.

Nossa pequenota é uma Border Collie com heterocromia e pelo curto. Uma fofa. Medrosa, mas fofa.

Vou postando depois a evolução das verrugas.

Anúncios

3 comentários sobre “Papilomatose Canina – o retorno

  1. Apesar dessa informação ter sido em 2010 ela tirou todas as minhas dúvidas, meu cachorro apareceu com esse sintomas, ele está com umas bolinhas brancas na língua, pesquisei na Internet mas não tive informação adequada, como vc disse Carol, tem o começo mas não tem o fim, as mensagens é deixar qualquer um desesperado, mas eu fui além, continuei pesquisando e encontrei a sua informação, li até o final, vi q a sua cachorrinha se saiu bem, vi a sua alegria em saber q a sua cachorrinha estava curada, apesar de tudo ter passado mas eu estava torcendo para q ela ficasse boa, em fim, vi a recuperação dela, e depois continuando vi vc anunciando a morte da sua cachorrinha, fiquei triste, mas sei q ela te deu muitas alegrias, bom estamos em 2018 e estou respondendo um anuncio de 2010, vim agradecer a vc pela a sua informação, meu cachorro está com esse problema e estou mas tranquila, só estou mas preocupada porq ganhei uma linda cachorrinha q acabou de abrir os olhos, e sei q não posso deixa- los juntos até o nino se recuperar….
    Bom Carol estou te agradecendo pela a informação, não sei se vc vai chegar a ver essa mensagem, moro em uma pequena localidade no Pará, bem próximo ao Marabá Pará, o lugar q eu moro chama- se vila Santa fé

    1. Olá, Katiany! Fico feliz em saber que meu relato conseguiu te trazer mais tranquilidade.
      A situação com a Luka aconteceu em 2010, mas agora voltou a com a Lizzy, nossa nova filhota. Já estamos na fase final da doença, o papiloma está se desfazendo. Vou ver se ela me deixa tirar umas fotos e posto depois a evolução.
      Se acontecer com a filhotinha que vc tem em casa, tenha calma e observe. Se ela continuar levando vida normal, se alimentar, as verrugas não atrapalharem o crescimento dela, em 80-90 dias tudo desaparece.
      Grande abraço pra você!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s